Você está em
NOTÍCIAS

Definidos os próximos passos para a implantação do Porto Seco de Santo Antonio do Sudoeste

Na última terça-feira (26) uma reunião entre a prefeitura de Santo Antonio do Sudoeste, a Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná - Codapar, representantes da Intendência de San Antonio (Argentina), do Sebrae e do Grupo de Aduanas do Núcleo de Líderes da Fronteira, tratou sobre a finalização do Estudo de Viabilidade Técnica eWhatsApp Image 2018-07-02 at 15.08.53 (1) Econômica - EVTEA do Porto Seco e sobre o protocolo junto à Receita Federal do Brasil para a concessão da Estação Aduaneira de Interior (EADI) de Santo Antonio do Sudoeste.

O diretor Comercial da Codapar, Francisco Alves, destacou a importância da finalização do EVTEA para que a empresa apresente junto a Receita a solicitação para a concessão de operação do Porto Seco. “Com o estudo em mãos de imediato vamos protocolar o pedido da concessão, para que possamos, o mais breve possível, implantar este importante projeto aqui na Fronteira”, relatou Francisco.

Para o prefeito Zelírio Peron Ferrari, o Porto Seco será responsável pelo desenvolvimento de toda a grande região da fronteira. “Este não é um projeto de Santo Antonio, mas de toda a região, pois não tenho dúvidas que todas vão ganhar, seja na geração de novas oportunidadesde negócios, ou no aquecimento do comércio e nos serviços de toda a faixa de fronteira”, destacou o prefeito.

Segundo o consultor do Sebrae Naido Vedana, na próxima semana o estudo deverá ser concluído e entregue a prefeitura para que sejam tomadas as próximas providências junto ao Governo do Estado, a Codapar e a Receita Federal do Brasil.

Participaram da reunião, o vice-prefeito Marcio Galvani, o secretário de Administração Jamal Hadi, o diretor de Planejamento da Codapar Jair Pedro Vendrúsculo e os membros do grupo de Aduanas.

ASCOM